Aproximadamente dois anos e meio após o arranque do seu processo de Internacionalização, 14% da faturação do Grupo Garland provém já dos mercados estrangeiros em que marca presença<hr id="system-readmore" />. A atividade transitária da empresa portuguesa, uma das principais no setor de transportes, logística e navegação, começou em Casablanca, Marrocos, em maio de 2014. Três meses depois, o Grupo avançava com a agência de navegação Ocidenave España em Barcelona e Valência. A atividade no país vizinho acabaria ainda por ser alargada no ano seguinte aos Trânsitos, a operar a partir da capital catalã. Em 2016, o volume de negócios do Grupo foi de 112 M€, dos quais 15,6 M€ procedem das operações fora de Portugal.

Apesar de recentes, as subsidiárias internacionais têm vindo a conquistar negócios importantes. Peter Dawson, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Garland, explica os resultados: “Em comparação com muitas outras empresas, iniciámos tarde o nosso processo de internacionalização, porque a nossa prioridade era o mercado nacional, que exigia todos os nossos recursos. Optámos, por isso, por mercados que nos são próximos e que conhecemos melhor, mas que nos dão uma dimensão ibérica, com extensão ao norte de África. Consideramos que temos um projeto internacional consolidado e com grande potencial de crescimento.”

Com uma faturação de mais de 1 M€ em 2016, a Garland Maroc tem tido um bom crescimento  no setor dos produtos químicos e no setor frutícola.

“Tratou-se de um investimento fundamental na estratégia de internacionalização do grupo. Marrocos é um mercado vizinho com 33 milhões de habitantes, estabilidade e com potencial de crescimento no futuro próximo”, afiança Peter Dawson. O balanço das operações no Norte de África é, aliás, excelente: “desde que a empresa arrancou que estamos a verificar um crescimento sustentado, com um leque de clientes, também ele, em crescendo”.

No ano passado, a empresa movimentou 2.000 TEUS de carga marítima e 12 toneladas de carga aérea.

Espanha excede expectativas

A agência marítima Ocidenave España movimentou, em 2016, 70 navios e um total de 22.336 TEUS. Além disso, tem batido recordes de carregamentos, nomeadamente para a Melfi Marine Corporation, nos portos de Barcelona e de Valência. Na Península Ibérica movimentou perto de 30.000 TEUS e, passou a disponibilizar um serviço semanal, em vez do quinzenal antes existente.

Correspondendo a este desempenho do Grupo no país vizinho, a Garland decidiu em 2015 alargar a sua ação à área de Trânsitos. Com uma estratégia assente numa progressão segura com um crescimento sustentando e preços competitivos, 70% do negócio está dedicado à exportação de bens de Espanha sobretudo para o Mediterrâneo e o Médio Oriente. As importações provêm essencialmente de países do Extremo Oriente.

No segundo ano de atividade, a Garland Tránsitos quase triplicou o volume de negócios, passando de uma faturação de mais de 633 mil euros para 1,8 M€.













Event Calendar

September 2017
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
No Image
09:30
A Câmara de Comércio Luso-Britânica promove o evento “Lift Off – Entrepreneurs Launch Workshop”, que terá lugar em Braga, no dia 19 de Setembro, nas recuperadas instalações da GNR [...]
Already registered: 2
Date :  Tuesday, 19 September 2017
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
No Image
08:30
Mais informação por email para h.fernandes@bpcc.pt ou Efetue o download do Programa e Ficha de Inscrição  
Date :  Saturday, 30 September 2017

Featured Member

Useful Information

Copyright 2014 - British-Portuguese Chamber of Commerce, Portugal | Desenvolvido por microeuropa 2014